ACNEgrauI

Acnes 

A acne é a alteração dermatológica mais comum nos adolescentes, afetando 80% dos jovens (e 15% da população) e um número considerável de adultos, sendo mais freqüente no sexo feminino – mas mais grave no masculino, podendo estar relacionada a alterações hormonais em alguns casos. Ocorre raramente em crianças e idosos, e com menos intensidade em orientais e negros. Acima dos 25 anos de idade, 40% dos homes e 54% doas mulheres continuam a apresentar surtos de acne (Adolesc Med 2006, 613-617)
A acne, apesar não se uma doença grave, pode afetar em muito a auto-estima pela alteração na aparência que pode provocar. Na maioria das vezes a evolução é favorável, repercutindo sobre a vida afetiva, social e profissional. Fatores emocionais podem agravar ou mesmo desencadear a acne.
A acne é uma doença do folíciulo pilosebáceo (das glândulas sebáceas) onde existe, além da produção aumentada de sebo, aumento da queratina ( proteína) dos folículos ( pelos) e aumento da colonização bacteriana ( infecção) pelo Propionibacterim acnes. Ela vai se manifestar principalmente em regiões mais ricas em folículos pilosebáceos, como a face, o terço superior do tórax e ombros. As lesões que se formam variam desde pequenosacne é a  pontos salientes abetros ( cravos ou comedões), fechados (pápulas), elevação com pus no interior (pústulas), chegando até a formação de nódulos e abcessos ( elevação grane de com pus). A gravidade varia de I a IV, na dependência da gravidade das lesões.Os principais fatores para o desencadeamento da acne são: colonização pela bateria (propionibacterium acnes), hipersecreção sebácea, inflamação e colusão ( fechamento) do orifício folicular.

  • Acne grau I – comedoniana ou não inflamatória ( leve)
  • Acne grau II -pápulo-pustulosa ou inflamatória ( lesões com pus)
  • Acne grau III – nódulo-cística (nódulos grandes com pus)
  • Acne grau IV – comglobata ( nódulos que se rompem drenando pus, abcessos e fístulas)

Tratamento da acne: Tratamento local para os casos leves,e nas formas moderadas e graves associamos tratamento sistêmico ( medicações orais)
QUAIS OS CUIDADOS GERAIS PARA PACIENTES COM ACNE?

Uma higiene local adequada com sabonetes – líquidos ou géis – 2 vezes ao dia, não manipular as lesões ( não “espremer” as espinhas), usar filtro solar – em gel ou gel creme – para prevenir manchas nos locais feridos. Não há necessidade de nenhuma dieta específica, mas para aqueles pacientes que referem piora com determinados alimentos é prudente evitar os mesmos. Os medicamentos tópicos podem conter agfentes que acelerem a renovação celular, impedindo o acúmulo de sebo e o entupimento dos folículos ( agentes queratolíticos) e / ou antibióticos de uso local. O tratamento oral deve ser de longo prazo ( alguns meses), e pode ser realizado com o uso de antibióticos específicos para a bactéria causadora da acne ou os retinóides orais (Roacutan) – estes com receita controlada e acompanhamento médico freqüente e realização de exames mensais, pois estão associados a efeitos colaterais – como alteração de enzimas hepáticas, aumento nos níveis de colesterol e ressecamento da pele e mucosas, sendo absolutamente contra-indicados em pacientes grávidas por poderem causar alterações no feto. Para cada gravidade e extensão da acne, haverá um tratamento mais apropriado, não sendo comum o encontro de casos rebeldes ao tratamento – na grande maioria das vezes, um tratamento bem orientado conduzirá a uma melhora muito importante da acne, com médico e paciente satisfeitos com o resultado.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>