URTICÁRIA
Fonte: BERNSTEIN ALLERY GROUP INC. 2009

A Urticária pode ser definida como erupções cutâneas avermelhadas com prurido ( coceira), inchaço e elevação da pele (pápulas). A urticária pode ser acompanhada por inchaço mais acentuado que pode ocorrer sob a pele, especialmente nos tecidos macios ao redor dos olhos, lábios, mãos e pés. Esta forma de inchaço é conhecida como angioedema. Urticária e Angioedema podem ocorrer isoladamente ou juntas. Ambas podem ocorrer subitamente na forma de uma reação a medicamentos tais como penicilina, a uma infecção como hepatite, ou após picada de insetos. Certos alimentos tais como ovos, leite, tomates, nozes e peixe podem causar reações alérgicas que podem se manifestar com urticária e angioedema.
A maioria dos pacientes que procura um Alergista apresentando urticária tem sofrido com o problema quase diariamente por 6 ou mais semanas. Freqüentemente nestes casos, não há causa subjacente tais como alimentos, infecções, reação a medicamentos ou picadas de insetos que possa ser identificada. Esta forma de longa duração de urticária geralmente é bem controlada com anti-histamínicos. Estudos de grande abrangência com pacientes com urticária crônica (UC) raramente tem encontrado associação com doenças graves subjacentes. Estudos mais recentes indicaram que até 40% dos pacientes com UC podem ser de natureza auto-imune. Isto significa que o seu sistema imunológico pode estar fabricando anticorpos (Ac) me resposta a receptores encontrados na superfície das células alérgicas na sua pele, chamadas mastócitos. Para determinar se vc apresenta este anticorpo, seu médico pode querer testar você com seu próprio soro ( isto feito em serviços de referência nos Estados Unidos). A maioria dos pacientes com esta condição podem ser reassegurados que este problema não continuará para sempre, e que eles geralmente melhorarão em um período de 5 anos.
Na sua visita inicial, o alergista irá tomar uma história cuidadosa e realizar exame físico. Isto é feito parta excluir qualquer forma de doença subjacente associada. Ele também irá solicitar alguns exames laboratoriais que são usados primeiramente como ferramentas de screening para descartar qualquer doença associada. O tratamento geralmente é iniciado com Anti-histaminicos. Se um anti-histamínico não parecer funcionar, outro pode o substituir durante o tratamento. Em algumas situações em que alguns alimentos são suspeitos de causar a urticária, seu médico pode pedir a você que mantenha um diário alimentar para identificar alimentos suspeitos que possam estar contribuindo para o problema.
Alguns pacientes podem desencadear sua urticária após a fricção da pele ( dermografismo) ou em conseqüência da exposição ao sol ou ao frio, aos exercícios ou seguindo a pressão direta sobre a pele (por exemplo, após uso de cintos apertados). Nestas situações em particular, pode ser indicado evitar estes fatores físicos que são conhecidos provocadores de urticária.
Na maioria dos casos, com a medicação apropriada e medicas de evitar desencadeantes quando houverem, a urticária e o angioedema podem ser controlados para a satisfação de ambos pacientes e médicos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>