“Qualidade de vida aos 40 anos” cuidados a serem tomados, quais mudanças o nosso corpo passa nessa faixa de idade, entre outras informações. Por Dra Adriana Schmidt em 2012

  • Quais são os principais problemas de saúde que passam a aparecer em torno dos 40 anos?

Conforme nosso organismo envelhece e o declínio se inicia já a partir dos 30 anos, algumas patologias se tornam mais evidentes, como as cardiopatias (Hipertensão arterial), dislipidemias (hipercolesterolemia), distúrbios visuais (presbiopia) e endocrinológicos (diabetes, hipotireoidismo). Para que estas doenças se desenvolvam, existe uma associação de fatores genéticos ( predisposição individual), e conforme avança a idade, os hábitos e estilo de vida, os cuidados com a saúde vão conduzir uns a saúde e outros à doença – geralmente, com o desgaste nosso organismo vai apresentando “ falhas” que a medicina moderna tem cada vez mais como intervir positivamente – hoje já sabemos o que se deve ou não fazer para ter uma velhice saudável – e cada vez mais pessoas põe estes conhecimentos em prática!

  • É possível chegar aos 40 mantendo um aspecto jovem? O que é preciso fazer para que isso aconteça?

Para apreciar uma vida longa e saudável, é importante fazer escolhas quanto ao estilo de vida que incluem uma dieta saudável, exercícios regulares e manter peso normal, sono adequado (repousante), controle de stress, e equilíbrio emocional.
A atividade física resultar está associada a maiores índices de saúde e bem-estar.
A combinação de inatividade física com erros alimentares é uma das principais casas preveníeis de morte nos Estados Unidos ( o FUMO é o primeiro). Os benefícios do exercícios incluem: menor risco cardiovascular, pressão alta e Infartos, menor risco de câncer de colo e de mama, diabetes, osteoporose, depressão e anemia.
(dica: beba muito líquido antes, aquecimento de 5 a 10 minutos, não comer 2h antes dos exercício),
Ninguém é tão jovem ou tão velho para se exercitar; 30 min de exercícios como caminhadas, mas exercícios vigorosos tem riscos – discuta com seu médico. Sempre consultar o médico antes de um programa de exercícios.. FC máxima de uma pessoa é de 60-80 por min, é inferior nos atletas e aumenta com a idade. Melhor horário para medir – é pela manhã antes de levantar. Índice de Fc máxima: subtraia sua idade de 220. Ex, 45 anos. Máxima FC saudável seria: 220-45= 175 – o no exercício [e interessante manter a 50-75% da sua FC máxima, Exercício reduz os níveis de colesterol e de PA e pode reduzir o risco de diabete, fortalece músculos e ossos. Faz você mais saudável, reduz o risco de doença cardiovascular e reduz a perda óssea Ajuda seu corpo a consumir calorias mais eficientemente ajuda a perder peso e manter por aumentar o metabolismo e reduzir o apetite Reduz o risco de Ca de mama, colo e e provavelmente de próstata. Mas, cuidado: procure avaliação médica sempre antes de iniciar programa de atividade física, os exercícios de alto impacto podem prejudicar ossos e articulações, e os realizados ao sol o envelhecimento precoce da pele
A partir dos 40 é muito importante cuidar ainda melhor da saúde – ainda dá tempo de corrigir erros da juventude, e alguns itens são mais relevantes, como verificar a pressão arterial (PA) regularmente (a PA costuma aumentar com a idade), manter o peso ( quanto maior o peso, maior o risco à saúde), controlar também o colesterol ( pois a hipercolesterolemia pode levar a infartos ou derrames em 1/5 das pessoas com o problema), manter visitas anuais ao médico e dentista. Uma vez que você fez 40 anos, verifique os níveis de glicose no sangue e talvez até o teste de tolerância a glicose – o excesso de peso e alimentação inadequada podem predispor ao Diabetes do tipo II.          Evite fumo ou bebidas alcoólicas em excesso ( e não esqueça que as bebidas alcoólicas são ricas em calorias), e importante salientar que é muito raro o “ fumante social” – a maioria das pessoas que começam a fumar apenas em finais de semana acabam por desenvolver o vício. O fumo faz mal em qualquer idade, e continuar a fumar após os 40 é uma temeridade, atentado a saúde e a estética – o metabolismo acelerado pelo cigarro leva a um envelhecimento mais acelerado – mais flacidez, mais rugas e uma coloração amarelada na pele, sem contar dos problemas de gengiva e dentários que vão muito além de dentes escuros e raízes expostas.
Visitas ao Oftalmologistas para averiguar patologias, especialmente o glaucoma, a catarata e a retinopatia, que são causas de importantes distúrbios visuais nos idosos. Adultos maiores que 40 anos deveriam ter um exame oftalmológico completo pelo menos a cada 3 anos, e após os 65 anos, a cada 1 a 2 anos.A acomodação visual do cristalino, que é a lente dentro dos olhos, é reduzida a partir dos 40 anos, gerando dificuldades na acomodação visual para perto., o sintoma conhecido como presbiopia, que tende a se agravar a partir dos 60 anos, e muitas vezes começam as ser necessários os óculos de leitura já aos 40. Já a catarata é de evolução mais lenta e é de tratamento cirúrgico mais tardiamente na vida, pois sua evolução costuma ser lenta –mas na evolução pode levar a cegueira permanente. Nos homens, avaliação da próstata e para mulheres a manutenção das mamografias e o exame de Papanicolau, com visitas ao Urologista e Ginecologista, podem detectar precocemente estes tipos de câncer (mama e próstata), que são ao mais comuns e tratáveis.

  • Em relação à pele, por quais mudanças ela passa e quais características aparecem nesta fase da vida?

Existe um decréscimo nas fibras colágenas e de elastina, e a flacidez vai se instalando gradativamente. Também vão se formando pregas cutâneas ( vincos, rugas) decorrentes da contração muscular especialmente d musculatura da fronte e ao redor dos olhos – os famosos “ pés de galinha”. Subjacente, há um processo de reabsorção óssea e de gordura, e redução da massa muscular- a pele fica mais frágil e “ murcha”, e manchas vão surgindo gradativamente e piorando com o tempo.

  • Em que partes do corpo é possível perceber a ação da idade mais facilmente?

Nas áreas de pele mais expostas a luz, como face,. Pescoço, colo e dorso de mão – por isso é tão importante o uso do filtro solar diário.
Para muitas mulheres, completar 40 anos marca o início de um novo ou renovado comprometimento com a saúde e felicidade.Ter um bom cuidado consigo mesmas começa com uma avaliação honesta de onde vc estpá agora, quais estão funcionando na sua vida e quais requerem mudanças.Um item comum na lista de mudanças é o cuidado com a pele, pois esta é uma época em que os sinais de envelhecimento começam a aparecer e erros e abusos cometidos no passados se tornam mais visíveis. Apesar de você não poder parar a passagem do tempo. Você pode dar passos para que sua pele mostre mais o seu estado de espírito que sua idade biológica.

  • A pele envelhece conosco. O que é possível fazer para evitar que a pele, especialmente a do rosto, deixe transparecer a idade?

Além dos hábitos de vida saudáveis uso precoce e adequado de foto protetores, os cuidados diários com limpeza e hidratação, e especialmente a partir dos 30 anos o uso de substâncias com potencial de retardar o processo de envelhecimento cutâneo, como os antioxidantes, os renovadores celulares e os peptídeos. A partir dos 40 anos – ou antes disto, dependendo de necessidades individuais) os tratamentos estéticos, como os peelings, que melhoram o aspecto superficial da pele, clareiam manchas dando um aspecto rejuvenescido, a toxina botulínica – que ameniza as rugas, reduzindo parcialmente a força de contração muscular subjacente a pele, e o ácido hialurônico como preenchedor de sulcos mais profundos, por exemplo. Outros tratamentos incluem o uso do ácido poli-lático (Sculptra) e lasers, dependendo de necessidades individuais.

  • Além da questão estética, que doenças de pele temos mais chance de adquirir aos 40 anos? É possível evitá-las? Como?

Doenças associadas ao envelhecimento da pele, predisposição genética e exposição solar, como a rosácea, os melasmas (manchas marrons nas bochechas), não podendo esquecer dos câncer de pele cujo riso está diretamente associado a exposição solar. Preste atenção nas manchas na pele – se crescem, sangram ou mudam de cor devem ser avaliadas por um médico dermatologista.

  • Há alguma outra questão que ache importante mencionar, sobre a qualidade de vida aos 40 anos?

Segundo estudos científicos, a satisfação pessoal é o componente principal da qualidade de vida, e esta está relacionada apenas a como – mas a quanto – iremos viver, e pessoas felizes tendem a viver mais.
Temos que aprender a compensar as perdas decorrentes do processo de envelhecimento com as delícias da maturidade – tranquilidade, paz interior, e sabedoria de quem já vivenciou – e aprendeu – com muitas situações vividas, pois somos privilegiados- os avanços da medicina seguramente nos proporcionarão uma maior sobrevida – serão adicionados anos a nossa vida – nos resta aproveitar bem, e acrescentar mais vida a esses anos que nos forem dados.
Tão ou até mais importante do que ter saúde, é ter disposição e manter o entusiasmo, saborear os pequenos bons momentos, agradecer o que temos de bom e tirar o foco do negativismo! Ter uma rede familiar e de amigos, nos sentirmos úteis mesmo em idades avançadas. Temos que aprender a aproveitar as experiências do passado, mantendo nossos olhos no futuro com muita esperança e disposição – pra viver mais e melhor, fazer valer a pena! E fazer a diferença na vida das pessoas, seja com dedicação a família, no trabalho ou em voluntariados – como hospitais, creches, ou asilos – dá um significado maior a vida, um olhar o mundo na dimensão do amor, e isso é muito prazeroso!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>