Dra. Adriana Schmidt Medicina da Beleza

Dra. Adriana Schmidt Medicina da Beleza

Neste texto de perguntas e respostas, saiba mais sobre o universo Feminino e os Recursos Médico Estéticos da atualidade – Porque amamos ser mulher!

  1. Sabemos que a mulher na sociedade atual é muito cobrada: filhos, casa, marido, emprego… Como é possível manter equilíbrio entre as tarefas e “permanecer em cima do salto”, ou seja, fazer tudo, sem perder a elegância?

Com as demandas crescentes da sociedade atual, em que a mulher “tem que” desempenhar múltiplos papéis – mãe, esposa, profissional, dona de casa, etc fica difícil estar sempre impecável e em dia. Os padrões estéticos divulgados na mídia fazem com que muitas se sintam insatisfeitas com a própria imagem. Por outro lado, hoje dispomos de muito mais recursos para mudar isso, hoje sabemos quais são nossos aliados! Creio que o estabelecimento de rotinas de cuidados diários como sono adequado, dieta equilibrada e atividade física regular associados a um planejamento estratégico de beleza sob supervisão médica serão grandes aliados para a condução de uma vida mais produtiva, feliz e equilibrada. A mulher tem que se colocar como prioridade – se estiver bem consigo mesma, satisfeita com sua imagem e sentindo prazer em ser quem é, estará contribuindo com toda a família e pessoas a sua volta, eu diria até para a construção de um mundo melhor e mais feliz!

 

  1. Quais são os principais recursos disponíveis para ser mais bonita e produtiva, fazendo as atividades do dia-a-dia com autoestima elevada?

O nosso principal aliado ao combate dos sinais de envelhecimento está a mão, é relativamente barato e muito prático para ser incorporado a rotina diária – o uso do filtro solar. Indispensável quando analisamos que boa parte dos sinais visíveis da idade, como o aspecto envelhecido e cansado que teremos se dá por conta da exposição solar ao longo da vida. Não digo apenas da exposição em praia ou piscina, mas o grande vilão é a exposição chamada acidental, nas atividades diárias – os 5 minutos ao dia que vão se somando ao decorrer dos meses e anos – eles terão um efeito cumulativo desastroso, acreditem. Com a personalização dos programas de tratamento estético orientado por médico podemos programar as necessidades de cada paciente a seu tempo. E adequar os tratamentos ao estilo de vida, condições econômicas e expectativas de cada um. O uso de cremes específicos antiidade deve começar por volta dos 20 anos, em caráter preventivo. Aos 30, a maioria já inicia com algumas manchas e rugas que merecem uma abordagem específica, com o uso de cremes despigmentantes ou peelings no caso das manchas, e toxina botulínica (popularmente conhecida como “botox”) antes que a pele fique muito vincada, pois aí teremos os melhores resultados. A toxina deve ser reaplicada a cada 6 meses. Quando os sulcos começam a marcar a face, como o “bigode chinês”, o uso de preenchedores a base de ácido hialurônico ou hidroxiapatita de cálcio está indicado. Eles são totalmente absorvidos pelo organismo, tem resultado temporário mas promovem um estímulo de colágeno. Por volta dos 40 anos, notamos uma perda do tecido de sustentação na pele e daí advém a flacidez, e uma acentuação das rugas e manchas. O uso de laser de CO2 ou Fraxx melhora muito esta flacidez superficial da pele, enquanto que tratamentos como o Ácido Polilático (conhecido como Sculptra) irá aos poucos restaurar a sustentação da pele e o volume perdido, daí o nome que remete a “escultura”. A resposta a cada um destes tratamentos é individual e depende do produto utilizado, da expertise do médico, da idade do paciente, fatores genéticos e cuidados. E logicamente, quem começa cedo leva vantagem!

Um dado curioso que temos observado ao longo desses 24 anos de profissão é que, curiosamente e ao contrário do que se pensa, as pessoas que mais temem os tratamentos estéticos são justamente aquelas que irão no futuro se submeter a tratamentos mais radicais, como cirurgias, liftings e outros procedimentos invasivos.

 

  1. A Dra. considera que beleza não é futilidade e deve ser cultivada, seja a interior, seja a fachada – essa que todo mundo vê porque está estampada na face e é por onde expressamos emoções e sentimentos. Por isso, gostaríamos que a Dra. desse dicas de cuidados com a pele do rosto.

Tenho observado que as mudanças positivas que se processam na face refletem como um todo no modo da pessoa se portar e encarar a vida. A melhora da autoestima indubitavelmente leva a maior disposição e entusiasmo. É uma mudança positiva na vida das pessoas, e é muito gratificante, eu diria que é a melhor parte do meu trabalho: ajudar a melhorar a qualidade de vida dos meus pacientes, seja tratando alguma patologia específica ou melhorando a sua autoestima. Me sinto privilegiada por conviver com pessoas tão especiais, buscando melhorar em todos os aspectos e envelhecer com sabedoria, buscando bem estar e melhora na autoestima. No mundo moderno, creio que não cabe mais envelhecer como nossos antepassados, estamos vivendo muito mais e sendo produtivos em idades avançadas. Então, nada melhor do que cuidar da nossa aparência tanto quanto da nossa saúde – e poder contar com a ajuda médica para isto é um grande avanço!

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>