MENOPAUSA – não precisamos envelhecer como nossas avós e bisavós, a Medicina de hoje dispõe de muitos recursos para amenizar os sinais do tempo.

1 – Como a menopausa acelera o envelhecimento da pele?
Menopausa é uma palavra grega  que significa  a cessação (pausa) da  menstruação (meses), correspondendo a o fim da fertilidade. Ela geralmente ocorre em idades acima dos 45-55 anos. Algumas mulheres terão a menopausa induzida como resultado de cirurgias ou tratamentos médicos , como quimioterapia e radioterapia pélvica.  Os sintomas da menopausa ocorrem em cerca de 2/3 da mulheres, e podem incluir ondas de calor, suores noturnos, ressecamento vaginal, perda da libido, insônia, , aumento da ansiedade, depressão ou irritabilidade, e a necessidade de urinar com mais frequência. A perda de estrogênio, o hormônio feminino, parece ser a principal causa de muitos dos sintomas associados com a menopausa .
A pele é o maior órgão do corpo e é significativamente afetada pelo processo de envelhecimento e a menopausa .
A redução no hormônio feminino (estrogênio) leva na pele a alterações no teor de colágeno (responsável pela elasticidade da pele) e alterações na concentração de glicosaminoglicanas (responsáveis pelo turgor e hidratação da pele). A soma total desses efeitos básicos sobre a pele leva a rugas  e flacidez.  Alterações à reatividade vascular cutâneo são observados após a menopausa (calorões e flush),  crescimento do cabelo também é influenciada pelo ambiente hormonal e, consequentemente, a perda de cabelo e unhas quebradiças  tem sido associados com o início da menopausa.

2 – Quais o tratamentos podem ajudar a retardar esse envelhecimento?
Tratamentos administrados para a menopausa , em particular a terapia de substituição hormonal , parecem alterar os seus efeitos sobre os componentes básicos da pele, consequentemente retardando o processo de envelhecimento da pele .
A resposição hormonal iniciada precocemente – no início da menopausa, com a administração de estrogênio dada tanto por via tópica (cremes, adesivos) quando sistêmica (oral) pode ajudar a reverter os efeitos deletérios da menopausa – muitos sintomas da menopausa podem ser atenuados com os tratamentos de reposição hormonal, mas eles não podem ser iniciados sem que a mulher se submeta a uma bateria de exames, para verificação do risco-benefício. Estes exames que incluem dosagem hormonal, mamografia, densitometria óssea e ultrassonografia transvaginal devem ser repetidos anualmente para avaliação da continuidade do tratamento.
Existem riscos da reposição hormonal que devem ser avaliados individualmente pelo médico (pacientes com histórico de Cancer de mama, por exemplo), mas em termos gerais, para a beleza, saúde e vitalidade da pele os efeitos são bastante favoráveis, mas riscos e benefícios devem ser amplamente discutidos com o médico antes de ser iniciada a TRH (terapia de reposição hormonal)

3 – Além desses tratamento, quais outros cuidados devem ser tomados com a pele?
O uso de hidratantes, antioxidantes e renovadores celulares, além de despigmentantes no caso de manchas, aliados ao principal cuidado que se pode ter durante toda a vida, que é a fotoproteção, podem ajudar a prevenir ou atenuar os efeitos deletérios da radiação UV ou mesmo da redução das taxas hormonais na pele. O uso de suplementos nutricionais e nutricosméticos tem sido estudado e pode auxilar em alguns caos selecionados.
Os procedimentos médicos e estéticos ajudam a amenizar ou retardar os sinais de envelhecimento da pele, amenizando rugas (toxina botulínica), manchas e irregularidades (peeling, laser de CO2) corrigindo perdas de volume (acido hialurônico e hidroxiapatita de calcio) e reestruturando tecidos (Sculptra). Hoje dispomos de um amplo arsenal terapêutico estético, e obtemos resultados muito mais naturais e sutis que no passado, onde o único recurso era a cirurgia.

4 – Há alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento? Quais?
Durante a menopausa , comer uma variedade de alimentos para obter todos os nutrientes é muito importante. Uma a dieta rica em frutas, verduras, fibras, peixe e carnes magras, comer e beber duas a quatro porções de produtos lácteos e alimentos ricos em cálcio por dia (encontrado em produtos lácteos, peixe com espinhas, como a sardinha e o salmão enlatado), Ferro (encontrado na carne vermelha , frango, peixe, ovos, vegetais de folhas verdes , nozes e produtos de grãos enriquecidos) , Fibras (pães integrais , cereais integrais,frutas frescas e vegetais), beber muita água (oito copos por dia).
Manter um peso saudável, reduzir a ingestão de gorduras saturadas, encontradas em carnes gordas, sorvetes e queijo (aumentam o colesterol e o risco de doença cardíaca), evitar gorduras trans, (encontradas em óleos vegetais, produtos de panificação, e algumas margarina), pois a gordura trans aumenta o colesterol e o risco de doença cardíaca. Usar açúcar e sal com moderação. O excesso de sódio na dieta está ligada a pressão arterial e o açúcar a obesidade, diabetes e doenças degenerativas.  Limitar o uso de álcool a um ou poucos drinques por dia. Alimentos à base de plantas que têm isoflavonas (estrógenos vegetais) funcionam no corpo como uma forma fraca de estrógeno. Por esta razão , a soja pode ajudar a aliviar os sintomas da menopausa , embora os resultados da investigação não são clara, parecem ajudar  a baixar os níveis de colesterol e aliviar as ondas de calor e suores noturnos . As isoflavonas podem ser encontrados em alimentos como tofu e leite de soja .
Para ondas de calor durante a menopausa, evitar certos “gatilhos”  – alimentos picantes , cafeína e álcool. O uso de suplementos nutricionais, como Vitaminas, Calcio, Ferro, minerais ou Nutricosméticos,  pode estar indicado em casos selecionados.

5 – A atividade física pode auxiliar de alguma forma as mulheres na menopausa?
Atividade física leve a moderada, e regular ajuda a melhorar dispsição e fortalecer músculos e ossos, melhorando a qualidade de vida e saúde.
AVS 2014

www.adrianaschmidt.com

#menopausa #andropausa #envelhecimento #beleza #belezanamaturidade #saúde #vitalidade #medicina #medicinadabeleza #reposição hormonal #dermocosméticos #nutricosméticos #toxinabotulinica #botox #dysport #acidohialurônico #restyane #hidroxiapatitadecalcio #radiesse #acidopolilatico #sculptra #laser co2

Pra reflexão… Tenho observado que as pessoas que tem mais “medo”de procedimentos estéticos ( botox, laser, peeling, etc) são justamente aquelas que acabam se submetendo aos tratamentos mais radicais, como a cirurgia… Não faz sentido!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>